Cerimônia do Chá

A Cerimônia do Chá não é apenas uma arte, mas sim uma filosofia de vida.

 

O Sadou, que significa “o caminho do chá”, é uma arte milenar introduzida pelos chineses nos séculos I e II. Dada a sua preciosidade, o chá era usado na antiguidade como remédio e com o passar dos tempos passou a ser tomado como bebida dos imperadores e nobres, especialmente pela seita zen.

 

Hoje, a Cerimônia do Chá é uma arte tradicional dos japoneses. Trata-se de uma arte que exige muita concentração nos gestos, nos movimentos e na postura. Procura elevar a percepção da beleza e da paz espiritual da vida cotidiana, como uma espécie de meditação em movimento, e não um simples ato de tomar o chá. Possui quatro princípios básicos: Harmonia, Respeito, Pureza e Tranquilidade.

Harmonia significa estar livre das pretensões e nunca esquecer a atitude de humildade para com os convidados.

Respeito é a sinceridade do coração que nos liberou para um relacionamento com o nosso ambiente cerimonial.

Pureza encontrada no simples ato de limpeza, torna-se uma parte de reunião do chá.

E por fim, Tranquilidade é um conceito estético próprio da cerimônia, adquirido com a prática constante dos movimentos básicos. 

No Sadou é possível encontrar muitas outras Artes Tradicionais Japonesas como: Ikebana ou Kadou, a arte dos arranjos florais; Shodou, a arte da caligrafia; dança do Teatro Nô; cerâmica, dentre outros.

© 2018 Associação Religiosa Oomoto do Brasil | Rua Fernando Pessoa, 720 | Jandira | SP