A Oomoto e o Akidô

Das artes marciais japonesas, a mais espiritualizada é o Aikidô, que literalmente significa “O caminho da Energia Vital Amorosa”. Embora existam várias academias de Aikidô no Brasil, poucos praticantes dessa arte sabem que o mestre Morihei Ueshiba, que a criou em 1925, foi discípulo do mestre Onisaburo DEGUCHI e oomotano durante toda a sua existência.

 

Uma fase inicial do desenvolvimento do Aikidô foi realizada nas sedes da Oomoto em Kameoka e Ayabe.

 

Morihei Ueshiba nasceu no dia 14 de dezembro de 1883 na aldeia de Tanabe, perto das cataratas sagradas de Nachi, na província de Wakayama, Japão. O-sensei foi militar, agricultor e filósofo e um dos maiores mestres de artes marciais da história. Conheceu o Santo Mestre Onisaburo DEGUCHI, quando Morihei foi a Oomoto, em Ayabe, para orar pelo pai, que estava doente. Chegando a um dos altares da Oomoto, ajoelhou-se e começou a rezar. Ao abrir os olhos, um homem vestindo roupas brancas estava de pé à sua frente:

— Você viu alguma coisa? – perguntou o homem.

— Sim, vi o rosto do meu pai enfermo. – respondeu Morihei.

— Está tudo bem com ele. – respondeu o homem.

Ouvindo essas palavras, Morihei refletiu o significado das palavras ditas e concluiu que não precisava mais se preocupar, pois seu pai estava morrendo de causas naturais. Esse homem que repentinamente surgiu à frente de O-sensei era o Santo Mestre da Oomoto, Onisaburo DEGUCHI. A partir desse dia, Morihei Ueshiba se tornou oomotano.

Morihei Ueshiba faleceu no dia 26 de abril de 1969. Nesse mesmo dia, o governo japonês conferiu-lhe a Ordem do Tesouro Sagrado, considerada a mais elevada de todas as honrarias por ele recebida, pela criação do Aikidô.

Seminário de Aikidô, Jandira, maio de 2010

© 2018 Associação Religiosa Oomoto do Brasil | Rua Fernando Pessoa, 720 | Jandira | SP

  • YouTube
  • Instagram