Saudação da Quinta Guia Espiritual da Oomoto para a Grande Missa da Fundadora

A Sede Central da Oomoto, no Japão, nos informou que procurará, daqui em diante, traduzir todas as Saudações que a Guia Espiritual da Oomoto realiza após cerimônias religiosas para o Esperanto, possibilitando a tradução para o português.


As saudações da Guia Espiritual da Oomoto são consideradas como ensinamentos divinos atuais e ao lê-las, devemos ter esse sentimento.


Abaixo, segue a mais recente realizada em 1º de novembro de 2020, por ocasião da Grande Missa da Fundadora, traduzida do japonês para o Esperanto pelo Prof. Shigeki Maeda e do Esperanto para o português pelo Prof. Benedicto Silva.



Saudação da Quinta Guia Espiritual da Oomoto

para a Grande Missa comemorativa do 128º aniversário da Fundadora


O outono tardio dá um belo colorido às árvores do jardim sagrado.


Graças à colaboração de caros crentes, pudemos realizar serena e solenemente a Grande Missa da Fundadora da Oomoto, com a solenidade de agradecimento pelas colheitas agrícolas.


A Grande Missa à Fundadora da Oomoto constitui a festa de outono, pela qual nós nos dirigimos com profunda gratidão a Deus e à Fundadora, que recebeu a revelação do Deus Ancestral do Mundo e as palavras e ensinamentos que Deus se dignou de nos dar, e que orou pela salvação de toda a humanidade e pela paz mundial.


Neste ano comemoramos o 102º aniversário da ascensão da Fundadora, ocorrida a 6 de novembro do 7º ano da era Taishō (1918), quando ela contava 81 anos e 10 meses de idade. Por ocaso, no último ano da era Heisei (2019), as ruínas da casa em que nascera a Fundadora, na cidade de Fukuchiyama voltaram a figurar como um dos Terrenos Sagrados, com o nome de Aya-no-Sato (Aldeia de Aya), e desde então já haviam passado dois anos. E com o início da era Reiwa (2019)desenvolveu-se, em grande escala, o projeto denominado Aya-no-Sato, centralizando o santuário Ayahata, onde foi consagrado Wakahimegimi no Mikoto, o Espírito da Fundadora. Eu sinto profundamente o misterioso arranjo de Deus.


Assim, pois, na Grande Cerimônia que ocorreu hoje, realizou-se o meu desejo de entrevistar-me com muitos crentes e, juntos, recitarmos as palavras sagradas e hinos no Templo Choosei-den (a realização eu deixei para depois da Grande Missa de Setsubun) e também o envio pela internet, possibilitando a muitas pessoas, no país e no exterior, participarem da prece em comunidade. Sinto-me muito alegre e cordialmente grata.


Após a Grande Missa de Setsubun, por ocasião da infecção de escala mundial do corona vírus, começaram a correr o mundo as expressões como “live”, “remote”, “on-line” etc. e também no Escritório Central da Oomoto começamos a utilizá-las como uma nova tentativa nos ofícios divinos, nas reuniões, cursos, treinamentos etc.


Graças a isso, tornou-se possível a informação sobre a situação dos Territórios Sagrados da Oomoto, nos Cursos da Oomoto, em diversos eventos etc., não apenas aos adeptos, que até agora não podiam visitar os Terrenos Sagrados, mas também às pessoas comuns, em maior quantidade, e o número de inscritos para o canal oficial da Oomoto no YouTube, por assim dizer, multiplicou-se muitíssimo, bem como o número de visitantes dos canais aumenta dia após dia.


É de admirar que este ano é significativo e inesquecível: desde que o Santo Mestre fundou o Curso da Oomoto no Ten’on-kyō (Território Sagrado da Oomoto em Kameoka), atingimos o jubileu do centenário. Sinto o advento de uma nova era.


Durante 81 anos a vida da Fundadora constituiu uma série de sofrimentos, que hoje são para mim inacreditáveis. Apesar disso, a Fundadora manifestou com magnanimidade sua rara sinceridade e graça, servindo, em sua missão, ao Deus Antepassado do Mundo, sem sair de sua missão sagrada.


A Terceira Guia Espiritual assim se expressa, sobre a Fundadora, em sua saudação na Grande Missa da Fundadorada Oomoto, em 1981:


“Com relação à Kaiso-sama (a Senhora Fundadora), eu me recordo — este é, contudo, meu próprio sentimento — daquela imagem, que atingia o limite do sentimento, orando a Deus.
Eu muitas vezes a via orando tranquilamente, sentada, em posição retíssima, oferecendo luz ao altar. Durante a sua vida neste mundo coisas dolorosas atingiam até mesmo a Sra. Fundadora. Embora isso a oprimisse pesadamente, ela não tinha meio algum de evitá-lo. Também nos atacam aborrecimentos intoleráveis, proporcionais a cada pessoa. Nesse caso, é importante que nos dirijamos ao altar e sejamos purificados por Deus. Tal conduta constitui motivo para recebermos a graça divina.”

Ultimamente, com frequência me ocorre a ideia de que, aproveitando a oportunidade, ainda uma vez teremos a honra de reler as Revelações da Sra. Fundadora, isto é, o Ofudesaki.


Se tivermos no coração a crença firme como a rocha, de que os ensinamentos da Oomoto nasceram de Deus e de que somos guardados por Seu grande favor, jamais vacilaremos, mesmo se, por uma causa qualquer, se abrigarem em nós sentimentos de intranquilidade ou de dúvida. Depois disso, sem nenhum preconceito, leiamos a obra do Santo Mestre Contos do Mundo Espiritual, e assim poderemos receber a luz para a nossa alma. Essa leitura nós devemos realizar diariamente, sem repouso, pouco a pouco, e o sentimento que recebermos durante a leitura devemos conservar zelosamente no fundo de nossos corações. Assim se digna de ensinar a Terceira Guia Espiritual as importantes lições para os Crentes Oomotanos, lições igualmente importantes, tanto no passado como no presente.


Entre outras coisas, atualmente todos nós temos intranquilidades e embaraços causados pelas influências da infecção, de escala mundial, do novo corona vírus, da variação climática etc. e ocorrem mudanças e dificuldades que, até agora, ninguém imaginara, nos países, nas sociedades e nos indivíduos. Justamente nesta época devemos manter no fundo de nossos corações o sentimento de gratidão e a crença em Deus firme como uma rocha: somos agraciados por Deus pelos ensinamentos e pela proteção infinitamente grande; do contrário, o eixo estremeceria e não poderíamos fazer um julgamento justo.


Não é errado pensar que agora é a época da grande virada da história da humanidade, mas, quando vemos que diversas coisas mudam quase que de uma vez com grande rapidez, não posso deixar de pensar que Deus está sendo muito rápido.


Como diz Deus:


“Se o Mundo de Miroku se realizar, os homens realizarão um bem, melhorando cada vez mais; mas se os homens tenderem para o mal, todas essas intenções fracassarão e nenhuma má intenção se realizará, absolutamente; os frutos das ações humanas, sejam bons ou maus, aparecerão como fatos, mais cedo e mais claramente do que os atuais”

Tenho a impressão de que isto prova que o nosso mundo está efetivamente se aproximando do Mundo de Miroku.


Nas Revelações Divinas encontram-se as seguintes frases:


“Eu reconstruirei totalmente o caminho de Deus e Eu construirei também o caminho do homem, e desta maneira Eu farei o mundo regressar ao velho tempo do passado. Consequentemente, da parte do homem, cada um respeitará Deus, e a força Divina se tornará maior e Eu, Deus, guardarei os homens. Deus e os homens vivam auxiliando-se reciprocamente, e, se o coração de Deus se refletir nos corações dos homens, esse estado se chamará “mundo Divino”. Se isso ocorrer efetivamente, os homens não precisarão se apressar, como fazem neste mundo de hoje, mas surgirá um mundo onde os homens poderão viver tranquilamente.”

Que espécie de mundo, caros amigos, vocês supõem que existe, ouvindo a expressão “mundo de Miroku”?


Para mim ele apresenta-se como o seguinte quadro: num ambiente circundado pelo verde, diversas raças e homens, originalmente ricos, trabalham alegremente, cada um em sua profissão, adorando a Deus, com a aparência de plena de gratidão e felicidade, respeitando-se mutuamente, amando um ao outro e condescendendo-se uns aos outros. Pode ser que, em decorrência das diferenças individuais se diferencie um pouco a imagem do mundo, mas, de acordo com a expressão: “Onde o pensamento, aí está o mundo”, devemos sempre pensar positivamente, caminhando em direção a um mundo meigo, que podemos conceber. Creio que esta pode ser uma maneira de nos aproximarmos cada vez mais do Mundo de Miroku.


Até atingirmos o nosso objetivo, sem dúvida alguma severos fatos nos atacarão, sucessivamente, mas, qualquer que seja a situação, se adorarmos a potência Divina, jamais fraquejando, tratemos cada caso com o maior cuidado, e tranquilamente, com bastante arrojo e persistência. Com este coração honesto, que não trai a consciência, apresentando, de maneira positiva, entre nós, opiniões e ideias individuais, conversando amistosamente, colaborando, marchemos juntamente até além dessa curiosa situação, com sorriso de alegria e disposição.


Faltam apenas dois meses para completarmos o segundo ano do calendário Reiwa. Depois desta Grande Missa será publicado o Guia Condutor da Organização Oomotana. Baseada no fato de que nossa época progride segundo a vontade de Deus, e que provém de Deus a unidade da Oomoto e do Jinrui Aizen-kai (Associação Universal de Amor e Fraternidade), desejo servir honesta, sincera e humildemente.


A partir de agora, inicia-se o inverno e o ar vai se esfriando cada vez mais. Então, desejo de coração, meus caros senhores, que todos cuidem bem de sua saúde e passem cada dia com vigor e felicidade.


Eis que surge Deus,

o Pai do nosso Mundo:

chega, afinal,

o tempo de pesagem

entre o bem e todo o mal.


Mesmo nessa dor

Da luta, eu consiga

o favor de Deus —

eu quero ser um dia

digno crente do Bom Deus


Meus cordiais agradecimentos pela sua visita de adoração de hoje.


1º. de novembro, do 2º ano de Reiwa

Quinta Guia Espiritual da Oomoto

Kurenai DEGUCHI

© 2018 Associação Religiosa Oomoto do Brasil | Rua Fernando Pessoa, 720 | Jandira | SP

  • YouTube
  • Instagram